Buscar

Episódio #16 Escuta como prática de advocacia popular


Qual é o papel da escuta no exercício de uma advocacia comprometida com direitos humanos? Conversamos com Eliel Silva, advogado do Comunicação Justiça e Direitos Humanos do GAJOP sobre sua trajetória e de que modo é possível ter uma atuação comprometida com a narrativa das vítimas de violações de direitos humanos. Sobre atuação do GAJOP no Sistema Interamericano de Direitos Humanos, relatou a importância da comunicação popular no acompanhamento das vítimas e suas famílias, respeitando seu tempo para construir o caso, obter provas e realizar encaminhamentos. A partir da perspectiva do movimento negro evangélico, o entrevistado discutiu o modo como o racismo estrutura as mais diversas instituições, incluindo as organizações da sociedade civil, destacando a importância de disputar espaços eclesiásticos e as ONGs para discutir como superar práticas racistas. Referências:


Referências do episódio:

Seminário 50 anos da Convenção Americana sobre Direitos Humanos - http://bit.ly/evento50anosCADH e http://bit.ly/evento50CADHp2

Luedi Luna, “Asas” - http://bit.ly/tdh16asas

Ariano Suassura, “O Auto do Reino do Sol” - http://bit.ly/teatroautoreinodosol

Peça de teatro “O Topo da Montanha” - http://bit.ly/2RFlhS8


Créditos:

Realização: Luísa Luz de Souza, Raquel da Cruz Lima e Surrailly Fernandes Youssef Vinheta: Marcos de Sá Nascimento (composição, piano e acordeon), Wladimir Catunda (bateria)

Edição: Nativa Multimidia - https://nativamultimidia.com.br

Foto da vitrine: Tuane Fernandes/FARPA/CIDH


Agradecimentos:

Lambda3


  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco
  • iTunes - Círculo Branco
  • Spotify - Círculo Branco

Direitos Reservados